Timothée Chalamet

Como a noite é de Óscares e a cabeça está aí, apeteceu-me sublinhar o meu apoio ao jovem Chalamet enquanto faço o countdown final para a grande cerimónia. Mortinha por saber os resultados!!

Não queria trazer para aqui uma biografia completa do artista, até porque me parece demasiado especial e complexa para eu reduzir em meia dúzia de frases, ia estragar o valor deste jovem talento e não me apetece nada limitar as vossas imaginações a uma descrição minha. Já li muitas entrevistas dele, vi outras tantas em televisão, li muito sobre o crescimento dele e à partida parece em muita coisa semelhante a Elio, a sua personagem em Call Me by Your Name. Isto significa que será muito difícil de transmitir bem esta personalidade.

Timothée Chalamet tem 22 anos, olhamos para a vibe alternativa dele e juramos que veio de Itália ou de França, mas não: mesmo com o nome a enganar, ele é nascido e criado em Nova Iorque, apesar de ter uma série de influências familiares que o caracterizam desta forma única. Nasceu no seio de uma família artística, aos mais diversos níveis – o tio e o avô são produtores de cinema, a mãe dançarina da Broadway, a irmã mais velha atriz em França… – e tudo isto nos remete para a família de Elio, tão artística e diversificada que o tornou no jovem sensível, diferente e muito interessante que nos prende a atenção.

 

Filho de pai francês, Chalamet passou muitas temporadas em França, em família, e por isso também é fluente em francês. Sempre fez participações locais ao nível da representação, desde criança, mas a entrada para a LaGuardia HighSchool, escola de música e artes em Nova Iorque que só aceita grandes talentos, foi a grande viragem na sua vida. Aí trabalhou com os melhores e ganhou experiência, chamou a atenção e hoje, nomeado para melhor ator com esta inacreditável idade, é o orgulho da escola – que está farta de demonstrar publicamente a felicidade com a nomeação ♥♥

Se ele ganhar o prémio de melhor ator esta noite, torna-se a living person mais nova de sempre a receber um Óscar. A sério!

E mesmo que não ganhe, ele já é o segundo ator mais jovem de sempre a ser nomeado para melhor ator pela Academia.

wow. wow. wow.

 

Agora que James Franco foi afastado dos prémios, as hipóteses de Chalamet tornaram-se ainda mais reais. Só terá de contornar a estrela Gary Oldman, que representou Winston Churchill em Darkest Hour e é o favorito ao prémio, mas sabemos que isto é tudo relativo. Por exemplo, o Call Me by Your Name também tem enormes hipóteses para o prémio de melhor filme (na verdade, todos os nomeados têm, é estúpido questionar isto), diz-se que é um dos 3 favoritíssimos para ganhar hoje, mas é um filme diferente e difícil de fazer comparação direta com os restantes.

Penso o mesmo em relação a Chalamet, que também merece o Óscar mas a comparação será difícil e complexa, e por isso mesmo não considero que haja mesmo um favorito definido. Falando nisso, até há bastantes comentários sobre a “prestação miserável” de Gary Oldman como Churchill, por isso tudo é mesmo possível, é bom termos essa humildade sempre – e eu nem posso opinar porque ainda não vi o filme. Quanto a Chalamet, os motivos para ganhar o Óscar não estão todos à vista durante o filme: para dar vida a Elio, ele teve de aprender a falar italiano, aprofundar os conhecimentos de guitarra e aprendeu a tocar piano.

Todo o esforço valeu a pena e o resultado está à vista: Timothée Chalamet é facilmente o ator mais falado do ano. Deu muito nas vistas com este filme mas também com a sua atitude. É encantador, educado e toda a gente se rende depois de estar com ele e não é só pelo seu talento. A imagem dele vendeu mesmo muito este ano e fez produções intermináveis em revistas, todos o quiseram entrevistar, em todo o tipo de plataforma. Se houvesse um prémio revelação, já tínhamos vencedor!

Recordo que ele também faz parte do super elenco de Lady Bird, outro dos grandes filmes do ano, nomeado hoje para melhor filme!

Ele também ficou lembrado (a nível de gossip) por ter namorado com Lourdes Leon, filha de Madonna, durante os tempos em que estudaram juntos em LaGuardia. Caso Timothée Chalamet tivesse problemas de auto-estima, deve tê-los resolvido este ano, depois de deixar meio mundo a suspirar com a sua descoberta. Que inseguranças pode ter depois de Jennifer Lawrence, a meio de uma entrevista dizer sobre ele Uhf, he’s so hot! e o que dirá do overposting de Bella Hadid (ainda mais nova que ele) com as imagens (super hot, é verdade!!) das produções recentes dele para a GQ, com comentários como ugh! a acompanhar?…

Estou a falar sóóóó das (provavelmente) duas solteiras mais cobiçadas do mundo inteiro na atualidade!

Anyway: duvido que tivesse problemas de auto-estima ou seja o que for nessa área, com o suporte familiar invejável que tem, porque os pais dele são mesmo os mais queridos de sempre, são os seus maiores fãs e sempre o prepararam naturalmente para este meio, com amor transbordante – e compreensão invejável, tal como no caso de Elio no filme!

 

Bom, este é o momento em que eu me vou forçar a parar de falar e de despejar tudo o que fui acumulando sobre este promissor talento durante as duas últimas semanas, deixo o resto para vocês irem explorando :)

Timothée Chalamet tem a carreira feita e promete-nos muito, muito e bom pela frente. Tem tido uma enorme disciplina nos últimos meses, entre tantas entregas de prémios – esteve nomeado para dezenas deles!!! e ganhou muuuuitos desses – em tantos países diferentes, entrevistas, grandes produções e ainda dois grandes filmes em que está a trabalhar no momento! Um com Steve Carell e outro com Selena Gomez e Elle Fanning. A-ma-zing.

[Não estou a ser bem sucedida no parar de contar tudo sobre ele mas agora vai ser o momento]

Vou só partilhar algumas imagens para complementar o post e avisar que a beleza delas é que são em grande maioria ao natural, não-trabalhadas: são fragmentos de entrevistas, de aventuras deste último ano e um bocadinho do que tem estado a viver, quer na promoção do filme, quer em todo o aparato pessoal. Aqui só está uma pequena amostra do que tem sido (mesmo!!) e as imagens são muito “a cru”. O meu objetivo é partilhar um bocadinho da verdadeira essência do ator, mas eu prometo que depois volto com algumas produções mais profissionais ;)

 

Que hoje ganhe o Chalamet!
Se não for o caso, a nomeação aos 22 anos já ninguém lhe tira e aqui fica este post a registar o grande momento de carreira. Estarei certamente a acompanhar esta evolução.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E se vos disser que ele já soma mais de 45 prémios só nesta temporada?
Absolutamente incrível. You go, Timothée!!!

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

3 Comments

  • Manuela Vaz says:

    sinceramente não faço a mínima ideia de quem ele é, ainda não vi nenhum dos filmes nomeados (vergonha!) mas, depois deste post vou, de certeza, ver qualquer coisa com ele. Deixaste-me mesmo curiosa!

    beijinho

  • Caracol says:

    Eu partilho completamente esta tua espécie de “obsessão” pelo Thimothée, eu desde que o descobri pesquisei tanto sobre ele, vi tantas entrevistas, vídeos e fotos e é mesmo impossível descrever o ser genial que ele é! É tão bom ver que há cada vez mais pessoa a descobrir este grande talento. :)