Of Course She Got Him

Timothée Chalamet é mesmo o ator sensação do momento em Hollywood. Vem da sua qualidade fenomenal enquanto artista, mas também de uma presença única que tem e ninguém parece conseguir pôr em palavras. Há uma mistura entre toda a experiência, maturidade e cultura que vai expressando, mesmo que sem querer, e mesmo que não se veja – e só se sinta -, isto tudo em demasia para quem tem 22 anos.

Ao mesmo tempo, também já nessa idade (já homem) não perde aquele sorriso ingénuo de quem se dá a toda a gente que chame pelo seu nome, o sorriso de quem é genuinamente feliz e surpreendido com a mais pequena coisa, sorriso tão puro que o permite continuar a fazer papéis de adolescente sem que se note algo de errado no filme. E, já agora, que filmes! Das perguntas que mais lhe fazem atualmente é sobre como se faz para apenas entrar (e estrelar) em grandes filmes – todos para Óscar, todos para serem falados (e aplaudidos e entrevistados e premiados) durante um ano inteiro.

Só este ano já pudemos ler dezenas e dezenas de entrevistas a este (já) grande ator, ele que também já ganhou dezenas de prémios, ele que ainda no início deste ano estava nos Óscares com dois enormes filmes e agora, passados meses, está novamente no auge e no arranque de mais uma temporada de excitação e grandes acontecimentos. Pelo meio deste ano fez também um romance de relevância, passado em Nova Iorque e a partilhar o protagonismo com Selena Gomez. Parece que o ano deste jovem se desdobra em vários, a sério que sim. Neste momento também ninguém o larga ou o deixa repousar. E ele não podia estar mais feliz (e tranquilo) com isso.

Desde o furor de Call Me by Your Name e tudo o que publiquei aqui sobre o filme, pensei que ainda conseguisse partilhar muitas das produções que o ator andava a fazer na altura, cada uma melhor que a outra, tudo isso entre tantas chamadas para programas em todo o mundo, talk-shows americanos, entrevistas para todo o tipo de imprensa, premieres, etc.

O ano foi passando a olhar também para outras coisas e a falar de outros filmes, mas ainda partilhei qualquer coisa do que queria e também vou mais do que a tempo para ir repescando algumas belas imagens. Até porque em fim de ano gostamos sempre de olhar para trás e fazer um “best of” das coisas, por isso, aos poucos, e em novo auge do cinema, é boa altura para também ir fazendo o meu “best of” do Timothée por aqui. Para já, uma capa de março, da August Man Magazine, a falar do mesmo que todas as outras que o chamavam na altura: do ator do momento.

 

 

 

Mas não era só este o motivo do post de hoje – e daí também não ser hoje que vou partilhar produções fotográficas. Este update acaba por ser também sobre Lily-Rose Depp, que não só é outra jovem rising star e absoluta sensação atual, como se descobriu há pouco tempo que é o novo crush de Timothée Chalamet.

Depois de passar o ano a arrancar suspiros ao público feminino por todo o mundo, incluindo das “deusas” Jennifer Lawrence e Bella Hadid (como já tinha partilhado aqui), depois de tantas entrevistas a ter de responder quando arranjaria tempo para namorar, depois de quase fazer as fãs desmaiar de paixão ao revelar a sua teoria “anti-dating”, sobre como prefere que as coisas se desenrolem ao natural…

Eis que aparece agora totalmente agarrado a Lily-Rose Depp, que também não é menos do que a (mais que famosa) filha de Vanessa Paradis com Johnny Depp, cada vez mais na ribalta e que deu um salto para os holofotes mundiais que se pode considerar da mesma medida que o de Chalamet: repentino e incomparável!

Parece que só mesmo uma Lily-Rose poderia agora roubar todas as atenções deste novo astro. Cruzaram-se nas gravações de um dos maiores filmes que a Netflix está a preparar para 2019: The King. Timothée Chalamet é o grande protagonista desta produção tão importante que nos está a deixar cheios de expectativa.

O filme é um grande recuo no tempo, uma fantástica adaptação de várias peças de Shakespeare, neste caso a contar as histórias do rei Henrique IV e do rei Henrique V. Chalamet será Henrique V, no centro do filme, e Lily-Rose Depp a sua princesa Catarina. Estão acompanhados de outros grandes nomes, como Joel Edgerton e Robert Pattinson, mas grudaram-se um no outro e não se têm largado.

Há semanas que namoram pelas ruas de Nova Iorque e a imprensa anda maluca com esta notícia surpreendente, porque neste caso é mesmo mais um “power couple” que se forma a olhos vistos. De facto, há muito tempo que tentavam apanhar o ator com alguém e a nova namorada saiu (à imprensa) melhor do que a encomenda. Ele já tinha denunciado um fraquinho por filhas de super-famosos, desde que namorou com a mais velha de Madonna, Lourdes Leon.

Mas se a fasquia já estava alta (em termos de efeito txanam nas notícias), a única combinação ainda mais bombástica só poderia ser esta: filha não de um mas de duas super-estrelas e também ela num momento de explosão da carreira. Que casal! Aqui ficam algumas imagens da modelo que chegou e venceu:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

De facto, só se poderia esperar uma combinação muito perfeita entre os genes de Johnny Depp e Vanessa Paradis. Neste caso falamos não só de beleza e carisma, mas também da junção explosiva de talento numa só pessoa. Lily-Rose Depp não só apareceu assim tão novinha como uma fenomenal modelo, logo apadrinhada como nova musa da Chanel, por Karl Lagerfeld, que a escolheu como a nova cara do icónico (e mais famoso perfume no mundo) Chanel Nº5, como ainda se tem revelado uma atriz para lá de promissora.

Toda a aura artística à volta desta jovem francesa, que tem tanto de doce quanto de misteriosa, tem ajudado na sua ascenção. Em primeiro lugar, e até porque não precisava de “ganhar nome” (por motivos óbvios), escolheu trabalhar e aprender muito em cinema francês mais alternativo. Assim também deu visibilidade a essa arte e chamou tanto a atenção como atriz que não pôde mais continuar a recusar papéis em produções de grande aparato. Mas para falar de Lily-Rose, filha desta junção muito especial do casal na imagem seguinte, era preciso todo um novo post completo e exclusivo :)

 

Já a nível internacional, faz par romântico com Chalamet,
foram unidos pelos deuses e agora digam lá se a combinação dos dois atores não tem um potencial semelhante ao da junção entre Depp e Paradis ❤❤

 

 

 

 

 

 

 

Os dois atores são franco-americanos, têm uma vibe completamente diferente do que se vê por aí, têm a sua própria expressão e com certeza muita necessidade de exprimir uma série de emoções e talentos. Ambos são fluentes nas duas línguas, e, além do enorme talento a representar, ele também toca piano, guitarra e fala italiano.

Ela representa magnificamente, ainda canta e é uma modelo das mais promissoras da sua geração, ao mesmo tempo que o seu estilo é mundialmente elogiado e dita tendências ao nível global desde que passa mais tempo nos EUA. Recordo que estamos a falar de uma teenager!! Percebe-se bem todo o furor à volta deste power couple recém-formado.

 

 

 

 

 

 

 

 

Talvez já não sejam só rumores, certo??

 

Lily-Rose Depp está agora a viver mais uma estreia incrível, com o L’Homme Fidèle ou A Faithful Man, uma comédia romântica diferente e já muito aguardada, com os atores franceses Jean-Claude Carrière e Laetitia Casta a protagonizar a história. O filme chega na última semana deste ano!

 

E no próximo ano mal podemos esperar pela estreia de The King.

Timothée Chalamet passou este ano pela explosão de Call Me by Your Name e Lady Bird, ainda protagonizou o A Rainy Day in New York, de Woody Allen, e está agora em tour mundial com o seu novíssimo e poderoso Beautiful Boy, de Felix Van Groeningen, com Steve Carell. Uma história verídica que estreia no nosso país já no dia 29 (esperar o verão inteiro foi muito duro!) e é claro que estarei na “primeira fila” para mais um filme que há-de ter o seu cantinho nos próximos Óscares.

Como se isto não fosse muito, ainda decorrem as gravações de The King e… maior ainda do que tudo isto… Timothée Chalamet está a gravar uma nova versão de Little Women. É verdade! Tenho delirado com a novidade, já é dos filmes mais esperados para 2019 (para mim já é o mais esperado) e esta nova adaptação do romance de 1868 é feita por Greta Gerwig, que novamente chamou para a sua grande aposta o par romântico Saoirse Ronan com Timothée Chalamet como protagonistas.

Depois de ver e rever a versão clássica de 1994, custa-me a acreditar que Saoirse Ronan será a nova Jo March e Timothée Chalamet o novo Laurie!! E a Meryl Streep como “auntie March”?! É estraaaanha toda esta revitalização da obra, mas continuo em processo de mentalização até o filme sair. Que, no mínimo, não estrague este eterno clássico da literatura :) quanto amor por esta história…

E que currículo de cortar a respiração este Chalamet está a construir.

 

 

 

 

 

 

 

★ ★ ★

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

1 Comment