Blame It on the Blood Moon

Têm sido dias muito intensos e, por isso, bastou a agitação do eclipse lunar total da semana passada para abrandar nos posts até hoje. Parece que passou muito mais do que uma semana, com tantos dias cheios pelo meio, e a culminar neste fim de semana abrasador, que exigiu estratégias alternativas para sobreviver viver nestes dias.

Posso estar a escrever isto de ventoinha apontada (de outra forma era impossível), mas amanhã já tudo regressa ao normal e sabe mesmo bem estar de volta :)

Era impossível não mencionar aqui as mais elevadas temperaturas do país no século XXI. Foi algo de preocupante, que felizmente foi passageiro mas é sempre um forte abrir de olhos. Por outro lado, parece que posso finalmente fazer inspirações de verão, mesmo quando ele já vai a meio, os dias já ficam cada vez mais pequenos, os editoriais são 100% de outono, já se vê tanto excitex com o Halloween…

E, continuando nos records históricos, desfrutaram do maior eclipse lunar deste século em plena lua cheia? E logo na exata noite em que tínhamos Marte bem visível, lindo e em permanência, num quadro mágico oferecido para todos nós e até um pouco difícil de acreditar. Foi noite de absoluto namoro e contemplação…

 

Ainda tive a oportunidade de ver aquele fenómeno num aparelho enorme e sofisticado, um super telescópio que nos mostrou em pormenor o que acontecia, quando a lua já começava a ficar “destapada” e se percebia a diferença notória entre as duas partes. Foi espetacular acompanhar todas as fases, até a lua, já no fim, ficar de novo completamente normal. O processo durou horas! Ou não fosse “o tal”, o mais longo do século :)

Entre amigos, ficámos fascinados com o que víamos nessa análise especial, além do incrível fenómeno da lua vermelha que todos podíamos ver a olho nu. A noite prolongou-se, a absorver e aproveitar toda a energia daquela super lua e a tentar aproveitar e canalizar os seus poderes para os dias seguintes – e assim foi.

 

 

A semana intensa que se seguiu não deu para grandes publicações, mas entretanto entrámos em agosto, as fashion weeks não tardam e as september covers estão todas aí! Podia passar o mês a encher o blogue só com isso – são muitas e todas elas relevantes – mas há muito mais para falar, até porque o high summer também já se instalou (finalmente), as temperaturas já vão estabilizar e desconfio que vamos ter ainda meses de calor pela frente, já totalmente fora de tempo, a compensar o verão murcho até agora.

Lamento que os posts não venham a combinar com as temperaturas, mas já ando a controlar impulsos e adiar editoriais de outono deste junho :) agora é a hora! E já nem a blood moon me detém. Vamos a isto? Ao arranque da minha temporada preferida

 

 

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

No Comments