Best of the Week(s)

Já fazia falta um resumo das últimas semanas e neste caso já lá vai algum tempo
Se é o primeiro best of the weeks de 2019 é porque inclui novidades de transição, do mais variado que há por aí. Vamos a isto?

Começámos um ano novo e o mês de janeiro só pode ser cheio de esperança e alegrias.
A propósito da viragem, fiz um post de inspiração que sem dúvida continua a valer durante todo o primeiro mês do ano ✯

E antes de acelerar para algumas novidades já deste ano, vamos a um mix especial:

Janeiro começa logo com enorme destaque sobre o mundo do cinema,
mas em grande parte a debruçar-se sobre os melhores filmes do ano passado. Assim, começamos por aí também e somos obrigados a repescar – tal como nos presentes festivais de televisão e cinema – ainda muito de 2018.

(Mas quando vamos olhar para o melhor, recorda-se com todo o gosto
Vamos lá ao assunto e aos filmes que andam agora a mexer com todos, muitos do ano passado, mas com alguns também já deste momento)

 

A temporada de prémios de cinema está no seu auge e é para mim das melhores do ano:
A mistura entre o glamour e essência de Hollywood com o melhor de uma das artes – a sétima – é simplesmente excitante e não tem como nos passar ao lado.

Para quem faz questão de acompanhar este mundo durante todo o ano e tem especial interesse no assunto, esta fase é ainda mais entusiasmante. Para bom cinema há sempre um espacinho mágico guardado na agenda, que sabe pela vida.

É mais uma paixão para constantemente explorar, sentir e saborear…
Por aqui vão sempre encontrar novidades desta arte mágica, repleta de sentimento, significados e sonhos, que é o cinema.

Saíram finalmente os nomeados para os Óscares deste ano
(E diriam que nesse carro acima vai Christian Bale? Pois…)

 

Com o evento a 24 de fevereiro,
já estava cada vez mais ansiosa por ver quem tinha conquistado um lugar entre os nomeados, desde os filmes aos atores.

Nesta cerimónia cabem muito poucos nomeados, uma série de filmes e profissionais acabam por ficar excluídos e só ficam os melhores dos melhores (segundo a Academia) como candidatos às estatuetas.

Os candidatos de 2019 são mais ou menos o que era esperado
Este ano está longe de ser dos mais fortes em termos da qualidade dos filmes em destaque, mas gosto muito dos atores envolvidos em cada projeto e do que fizeram por cada filme.

Vai ser uma bela cerimónia.

E a propósito do que os atores fazem pelos filmes…

Não podia deixar de partilhar aqui o rei das transformações pessoais para interpretar personagens marcantes. A mais recente é a do seu filme deste ano: Vice. Falávamos dele logo na primeira imagem e esse grande ator é Christian Bale.

Já viram a transformação abismal que fez para poder interpretar Dick Cheney neste filme?


Mais um personagem real da nossa história e de quem ele quis vestir a pele.
Trata-se do vice-presidente de George W. Bush, poderoso homem que deixou a sua marca vincada ao implementar medidas que viriam a alterar uma série de coisas até aos nossos dias… No país e no mundo.

E valeu muito a pena passar esta história biográfica para filme, pois esta comédia dramática já é dos grandes filmes do ano e acaba de conseguir 8 nomeações para os Óscares de 2019.

A dedicação de Bale a esta produção também já lhe valeu um Globo de Ouro para melhor ator.
Já era uma atribuição muito esperada, sabemos que Hollywood adora uma boa transformação de atores para personagens e premeia sempre esse esforço.

Já o grande vencedor do ano passado fez um papel em que estava simplesmente irreconhecível.

Mas é de lembrar que no caso de 2019 esta transformação não está nomeada sozinha…

E se nos apetece dizer que neste momento Christian Bale é o mais forte candidato para o Óscar na mesma categoria em que já ganhou o seu Globo de Ouro, a verdade é que Rami Malek também já ganhou o seu este ano e toda a concorrência deste momento para o troféu de melhor ator, como sempre, é feroz:

Quem sairá vencedor?…
Temos agora um mês de espera para descobrir.

 

Já outros protagonistas dos Globos de Ouro não conseguiram chegar até aos Óscares

É como disse: os candidatos aqui reduzem-se para metade e quem consegue o seu lugar nos nomeados já é mesmo muito honrado pela distinção.

Não é algo que me tivesse espantado, como já tinha referido aqui, mas cada vez que vejo imagens novas de Chalamet (sim, porque ele não tem parado, entre as cerimónias de prémios desta época especial) bate logo aquela saudade e já vou ter de ver um certo filme outra vez…

 

 

 

 

 

 

 

Destes Golden Globes, alguém que também ficou e de quem não conseguimos tirar olhos foi a
‘Fiji Water Girl’

Toda a gente sabe de quem estou a falar, certo?

Realmente há oportunidades de ouro e esta modelo soube tornar aquele fim de tarde num overnight success, mesmo irritando muitas celebridades pelo caminho, mas a verdade é que no fim a brincadeira rendeu. E logo a partir da noite seguinte:

 

 

 

Era apenas uma figurante que devia servir na cerimónia e de repente todo o país (um pouco deste mundo) já sabe perfeitamente o seu nome. Trata-se de Kelleth Cuthbert e tão depressa não esqueceremos este episódio.

E a Internet também não:

 

 

 

 

Desde os Globos de Ouro que as cerimónias de entrega de prémios têm prosseguido e esta chegou logo duas noites depois, já em Nova Iorque.

Há sempre alguém que se destaca, algum look que não nos passa ao lado…
E o casal Shayk-Cooper foi o caso deste dia:

 

Na noite dos National Board of Review Awards
O casal roubou todas as atenções na chegada ao evento e durante a cerimónia, dado também que Bradley Cooper é um dos grandes protagonistas desta temporada de prémios, com a sua estreia como realizador, produtor e diretor.

Ainda é também dos mais charmosos atores de Hollywood da atualidade e quando se junta à sua top Irina fica complicado tirar os olhos deste casal. O lindo par foi a combinar, com Bradley num fato que realçava a sua forma física e Irina num blazer dress usado (e totalmente dominado) à supermodel:

De cor inesperada, vincando as suas melhores formas, formal o suficiente para uma entrega de prémios, mas totalmente descomposto por umas biker boots cheias de atitude e um decote generoso. Um casal vistoso que nos deixa atentos às próximas galas.

 

 

E para acalmar com o tema “filmes” por hoje, por aqui, deixo uma bomba:

Vem aí um filme com elenco do outro mundo.
Once Upon a Time in Hollywood é dos filmes mais esperados para 2019, passámos 2018 in-tei-ro a ver chegar imagens das filmagens desta super produção, no início a perguntar-nos o que poderia ser… Por causa de fotografias capturadas como esta:

 

 

Pois é, quem não ficaria expectante??

Quentin Tarantino decidiu tentar criar algo infalível, um clássico de filme americano, pegar num set de atores que nem consigo arranjar forma de descrever, e criar uma história das que todos gostamos de ver: uma odisseia para descobrir um mistério, que mistura a vide de um ator em Hollywood com o massacre (real) dos seguidores de Charles Manson, tudo isto passado em Los Angeles do ano 1969. Ahhhhh

O filme é protagonizado por Leonardo DiCaprio e Brad Pitt.
Os restantes atores de luxo estão apresentados na imagem seguinte.

Vou agora parar de falar desta produção para não estragar o momento.

 

O filme chega a meio do ano, em julho de 2019.

 

 

Entretanto a Fox Comedy, meu canal de eleição, decidiu iniciar o ano novo com este bombom:
Começaram a passar Friends desde o início e é claro que já agarrei este revival desde o primeiro episódio.

Ao fim de semana há maratona com todos os episódios da semana e realmente a série não envelhece.

É ainda melhor que tudo o que se faz agora
As piadas não são explicadas, são para quem as conseguir apanhar, brilhantes – ao contrário do que se faz hoje em dia em séries do género – e aqueles pedaços de Nova Iorque dos anos 90 são priceless.

 

 

E para quem também gostar da série e se interessar no assunto,
correm agora rumores de que o elenco se tem reunido secretamente e anda a preparar alguma espécie de reunion.

Mas, tendo em conta a quantidade de vezes que isto já foi (falsamente) anunciado durante a última década, é melhor não nos entusiasmarmos muito por antecipação.

(imagem desta semana)

 

 

Também tem sido bom rever alguns filmes dos que são mesmo do melhor que há…

 

Jerry Maguire

 

 

10 Things I Hate About You

 

 

 

Shall We Dance?

 

 

Notting Hill

 

Ok, e agora sim, prometendo que a seguir termino o tema “filmes”
Mas esta notícia tinha de partilhar:

O filme Coming to America ou Um Príncipe em Nova Iorque vai ter uma sequela!

Um filme de 1988 que deixou a sua marca quando saiu,
ganhou prémios e nos conquistou até aos dias de hoje, sendo uma comédia inesquecível e que inevitavelmente no fim nos deixa apetite por mais.

No entanto, tendo agora completado 30 anos, já ninguém se ia lembrar de pedir uma continuação, certo?

Errado! O próprio Eddie Murphy foi quem pegou no telefone a fazer esse pedido, com uma ideia completa e já bem trabalhada para uma segunda parte deste belo filme.

Já tinha falado dele aqui e, se nunca viram esta comédia, têm agora uma boa desculpa para pegar nesta história tão engraçada. Os 30 anos que já tem o filme só garantem que é melhor do que tudo o que vamos vendo agora por aí♥

Ansiosamente a aguardar por este regresso!

 

E há dias o Popeye fez 90 anos :)
É um dos nossos heróis de sempre e por isso recusamo-nos a vê-lo envelhecer e não o deixamos perder força. Neste janeiro faz precisamente 90 anos que Elzie Crisler Segar criou este personagem que acabou por se tornar um herói nacional e global e, incrivelmente, vive até aos dias de hoje.

Sabem o que descobri com este aniversário?
Que a história original deste êxito de banda desenhada não era sobre Popeye, mas sim sobre a família Palito (vamos falar sobre os nomes em português, os que nos são familiares), e assim foi durante dez anos! Só em certo episódio, já em 1929, o irmão de Olívia Palito, Castor Palito, central na história, regressa de uma viagem de navio e conversa sobre a necessidade de constituir bem a sua tripulação, quando encontra precisamente um marinheiro que poderia integrá-la:

Assim começava, sem saberem, um rumo que ia marcar gerações.
Aquele marujo de olho direito sempre meio fechado, com uma tatuagem de âncora em cada braço e cachimbo permanentemente pendurado no canto da boca ia mesmo bater records e marcar a vida de muita gente.

Antes sequer de aparecer em desenho animado, que foi em 1933, Popeye já tinha feito aumentar o consumo de espinafres em 33%, em plena recessão económica dos Estados Unidos. É realmente uma estatística do outro mundo, único personagem de fantasia a ter um impacto económico significativo num país.

Este crescimento e sentimento de abundância foi sentido de tal forma no Texas – grande produtor de espinafres – que foi erguida em Crystal City (Texas) uma estátua em honra do personagem e do seu autor, como agradecimento do fomento dos bons hábitos.

 

 

Isto já traduz muito do impacto sem igual que estes desenhos animados tiveram sobre nós.

Por mais previsíveis que já fossem alguns episódios (nalguma altura ele ia arranjar forma, nem que fosse só com o dedo pequeno do pé, de abrir a lata de espinafres e salvar-se de alguma situação de perigo), eu adoraaaava aquele momento indispensável de “Popeye, the Sailorman”. Eram uns desenhos animados tão puros e genuínos…

A sua amada Olívia Palito constantemente em apuros, com Brutus sempre a rondar para disputar o seu amor com Popeye, e sempre a colocá-lo em situações em que ia necessitar da sua milagrosa lata de espinafres, que lhe dava a força para vencer todos os obstáculos.

 

 

Neste 90º aniversário de Popeye passaram muito na televisão as imagens originais e a música do genérico que me causou muita, muita nostalgia imediata!! Aquele som muito antiguinho mas que ouvia sem cansar, antes de mais um episódio super divertido e viciante de Popeye.

Com estes 90 anos também descobri que há atualmente uma nova versão do herói,
muito moderna e adaptada aos tempos que correm: a imagem do nosso marujo favorito é nova (ohhhhhh, não me consigo habituar) e ele usa na boca um apito em vez do cachimbo, ainda tem a sua própria plantação de espinafres biológicos e a Olívia Palito já não precisa da sua ajuda para ser salva, tornou-se antes uma inventora, é independente.

Para que servirão agora os seus incríveis e lendários músculos?
É ver a nova série para descobrir :)

 

 

 

E passando de repente para assuntos bem mais modernos
Também começámos o ano com um 10 Year Challenge a circular pela Internet

Como sempre, deu para fazer paródias
e também para encontrar, recordar ou constatar coisas bem engraçadas…

 

 

 

 

 

 

[Esta também está tão bem apanhada 😹
Vi este filme logo quando saiu (mais um bom “MARVEL”, quando também este herói finalmente se junta aos Avengers), em julho de 2017, e Marisa Tomei é a nossa nova Aunt May, é todo um refresh à história de Spider Man 😹]

 

 

 

 

 

 

E o desafio também foi útil para
encarar e constatar outras coisas sem piada de todo…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E a propósito da atenção necessária e urgente em relação ao nosso planeta,
também a cor deste ano é um alerta para este tema e falámos dela aqui.

 

 

…agora passando para novidades mais aleatórias das últimas semanas…

 

 

Heidi Klum ficou noiva

Para quem não apostava na duração desta relação com o músico de 29 anos, aqui ficou uma breve resposta: depois de oito meses de namoro, decidiram casar e assim sai festa para 2019.

 

 

E falando sobre amores célebres
Pode estar agora formado um novo power couple em Hollywood

E, a ser verdade, a novidade é mesmo explosiva, ou não se tratasse de dois dos atores mais sexy e mediáticos que conhecemos:

 

Parecia improvável, mas estes dois cruzaram-se há pouco tempo, enquanto ambos milagrosamente estavam solteiros, e dizem os rumores que há um mês que não se largam.

Ao que parece, tudo começou numa inocente campanha de relógios, porque os dois foram escolhidos para representar a marca e um dia tiveram de se juntar (e se conhecer) para a gravar e fotografar.

Se o casamento com Jennifer Aniston (no auge da carreira da atriz) teve o impacto que se sabe e se a relação com Angelina Jolie parecia insuperável em termos de união de poderes, beleza e mediatismo, então o que dizer agora se de facto se confirmar a relação com Charlize Theron?

A verdade é que também nunca se esperam notícias de pouco impacto quando envolvem o nome de Brad Pitt. Depressa saberemos mais! Mas esta novidade não podia faltar aqui hoje.

 

 

Já fora da Califórnia, o frio instalou-se e tem-se intensificado

 

 

E também a Europa, no geral, se pintou de branco

 

E durante esta semana, em Paris, decorreu mais uma incrível Haute Couture Week,
com as principais coleções de alta costura para a próxima primavera

Talvez ainda possamos espreitar o street style e front rows nos desfiles destes dias
Mas, para já, partilhei três dos grandes desfiles aqui e aqui

 

 

 Também partilhei um pedacinho de foco e magia de ano novo aqui,
a tentar espalhar mais um pouco de inspiração – e novas rotinas, atitudes, self respect – neste janeiro, para quem ainda mais precisar.

 

Como é fim de semana novamente, há espaço para esse pequeno vídeo (e algumas devidas reflexões, sempre), se ainda não viram

 

 

E se falamos em momentos das últimas semanas, não há como contornar este evento:
A estreia de Cristina Ferreira na SIC, a 7 de janeiro.

A transferência da rainha da televisão portuguesa fez correu muita tinta (e muito dinheiro), mas tudo isso resume-se a nada quando comparado com o aparato do dia de estreia – e com estas primeiras semanas de programa no geral.

Esta novidade veio trazer todo um refresh à televisão,
Obrigou todos os canais e programas a reinventar-se, a superar-se de forma extraordinária e urgente, e acabou por reacender a guerra das audiências a um nível talvez sem precedentes na nossa televisão.

A verdade é que o programa justifica cada segundo do alardo à sua volta:
Está de repente completamente renovado o conceito de “programa da manhã” (tanto que já é vício de tantos portugueses o verem de noite) e a televisão respira um novo ar desde o início do ano. Esta é uma mudança sentida em todos os nossos canais.

Se tudo for por culpa de uma só pessoa (com toda uma equipa sempre à volta, é claro) então todo o mérito que recebe diariamente ainda é pouco. Pelo menos pelas últimas 3 semanas já está gigantemente de parabéns.

Que continuem a ser partilhados nestas manhãs grandes momentos de inspiração, ao mesmo tempo que se debatem assuntos da maior relevância.

E escolhendo apenas um momento para ilustrar um dos últimos programas… Quanto nos derreteu o filho de Mia Rose esta semana?? Momentos que são um miminho ❤

 

Por fim, por falar nos melhores de Portugal

Digam lá se não temos estado bem representados
por esse street style internacional afora

 

E despeço-me precisamente com um bocadinho lá “de fora”:
Nova Iorque vestida de branco e com muito, muito frio nestes dias

 

 

 

 

 

 

 

 

wishin’ you

❅ ❅ ❅

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

No Comments