Oscars 2017 – Best From the Red Carpet

Passou-se mais uma cerimónia dos Óscares, que este ano deu ainda mais que falar. Longe do título de “Óscares mais brancos de sempre”, como foi no ano passado, este ano até me parece que com o filme vencedor andaram a forçar um pouco as estatísticas, mas tudo bem: sabemos que sou suspeita para falar, porque além de La La Land me ter emocionado, não gostei muito de Moonlight – tal como puderam ler nos meus reviews pessoais de ontem – e estava bem longe de considerar este o melhor filme do ano.

Este ano deu ainda que falar por causa dos constantes recados, diretos e indiretos, para o próprio presidente dos Estados Unidos – o que é, de facto, inédito. Deu que falar por ter um só filme nomeado para um tamanho número de prémios, como há muitos anos não se via. Por fim, e acima de todos os anteriores, deu que falar pela enorme barracada que foi o anúncio do melhor filme. Há quem meta as culpas em DiCaprio, há quem diga que foi um esquema, há de tudo. No final, há um enorme fail e muita pena de quem esteve ali, tão emocionado, a agradecer e a viver um prémio que nem era seu (mas que era bem merecido, digamos).

Bom, que me desculpem os ansiosos pela red carpet, mas também adoro cinema e isto quando toca a Óscares, para mim é muito mais do que vestidos e glamour. É o reconhecimento do trabalho de bons artistas, de uma arte que nos desperta e cria emoções e é sobretudo mais um espelho da sociedade, a que devemos estar atentos. Agora seguimos para a passadeira vermelha :)

Vamos a isto? Passar rapidamente os olhos por quem mais abrilhantou ontem a cerimónia dos Óscares, neste caso com o que levou vestido, porque nem todos os grandes talentos estão representados nas imagens que se seguem. À medida que via as estrelas de Hollywood chegar, percebia que era a noite do branco predominante. Depois a mistura foi-se compondo e também sobressaíram os dourados, o preto e muitos brilhos. Acho que não houve grandes exageros, o clássico reinou e no geral gostei muito das escolhas.

Estava mortinha por ver a chegada de Emma Stone, porque o vestido da vencedora de Melhor Atriz fica para sempre nas nossas memórias e este Givenchy dourado – clássico mas fresco, como a idade dela pede – não nos desiludiu e ela brilhou na sua grande noite (merecido prémio, já agora!). Também adorei ver a Chrissy Teigan em Zuhair Murad, Viola Davis de vermelho em Armani Privé e também Emma Roberts num modelo clássico-super-modernizado da mesma casa.

Hoje partilho não só os vestidos como também alguns outros momentos de red carpet – nomeadamente alguns de lovelovelove que gosto de ver, independentemente dos outfits – e é de referir que temos cada vez mais homens a roubar atenções na passadeira vermeha. Fiquem com o melhor de ontem, para o ano há mais! :)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

No Comments