Inspiração de Ano Novo

Na primeira noite do ano, além do fogo de artifício e de uma paragem pelo concerto dos HMB em Lisboa, ainda houve tempo para um filme inspirador. Adoramos histórias verídicas e ainda mais quando nos mostram o percurso por trás do sucesso de grandes personalidades, que conseguiram passar sobre inúmeras adversidades para se tornarem em quem hoje conhecemos. Normalmente estes tornam-se nos nossos filmes favoritos, por nos identificarmos com os percursos muito complicados e traiçoeiros rumo ao sucesso, por admirarmos a coragem e persistência dos protagonistas, pela história de luta verdadeira com um merecido final feliz.


O filme escolhido em noite de passagem de ano foi Walt Before Mickey e não era mais do que uma parte da história de Walt Disney, no período de maiores provações da sua vida, que começa com a sua chegada da primeira guerra mundial, onde prestou serviços de saúde, e finalmente decide seguir a sua (visionária) paixão de criar animações através de desenhos. Esta corrida atrás dos sonhos começa como qualquer tentativa empreendedora: com um grande sonho e ambições genuínas, bons presságios, tudo a correr relativamente bem e o imaginar de um bonito futuro para o projeto. No entanto, começam a surgir todas as provações naturais para quem está a criar algo disruptivo – lidar com a incompreensão e descrença alheia, com a frustração da falta de apoios, com o ser abandonado aos poucos, ficar totalmente sozinho e ter de arranjar forças para começar de novo, mesmo quando parece impossível (e uma verdadeira loucura) começar de novo.

 

 

No fim, percebemos que quem vence é quem acaba por pegar nas migalhas e erguer-se das cinzas quando tudo já parecia estar acabado há tanto, tanto tempo, e se recupera do fundo (bem do fundo), com aquela última tentativa que só quem quer muito uma coisa tem a coragem de fazer. Com todo o mérito, acaba por ter sucesso e invariavelmente deixa uma marca no mundo – logo após uma longa fase de perdas dolorosas, insucessos, desprezo alheio e de quase se ter tornado numa pessoa verdadeiramente falhada aos olhos dos outros.

 

A magia destes filmes é a forma como retratam bem a realidade e a jornada empreendedora: aquela linha ténue entre o carimbo do falhanço ou a glória do génio, reconhecida só após sucessos palpáveis e visíveis. São inspiradores e comoventes por podermos assistir ao sucesso de quem luta tanto e como ninguém para lá chegar. E não é assim com tudo na vida? Com muita facilidade nos deixamos inspirar por este tipo de filme e a escolha foi perfeita para iniciar 2017 com ainda maior motivação. It’s kind of fun to do the impossible!

 

 

 

 

 

 

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

3 Comments

  • Paulo Rodrigues says:

    Gostei muito do filme, principalmente por achar fantástica a história do Walt Disney. :)

  • Sofy says:

    Quero ver!! :)

  • Maria Branco says:

    Já vi e adorei, verdadeiramente inspirador!
    Uma beijoca